A pesquisa agrícola e a agricultura brasileira ganham, com o livro Piaçava da Bahia: do extrativismo à cultura agrícola do engenheiro agronômo Carlos Alex e do biólogo Luiz Alberto, uma fonte de conhecimentos para consulta do mais alto nível técnico, assim como o agricultor ganha uma orientação segura e única para o cultivo desta espécie e também subsídios a outras iniciativas de agricultura com espécies de palmeiras do gênero Attalea no país e em outros países tropicais.
Obra inédita no Brasil, ricamente ilustrada com fotografias coloridas e com informações em forma de tabelas, estatística e textos compreensíveis, alicerçados em pesquisas científicas confiáveis, torna acessível a qualquer interessado um grande volume de conhecimentos até então somente disponíveis de maneira esparsa na literatura especializada.
O uso das fibras naturais no mundo ganha popularidade nos dias atuais pelo apelo ambiental que representam, devido à sua pronta biodegradabilidade, contribuindo decisivamente para a redução do uso de materiais sintéticos que são largamente usados e responsáveis por grande carga de poluentes não degradáveis lançados no meio-ambiente a cada dia. A exploração atual desta fibra, alicerçada quase que exclusivamente na exploração extrativista e relegada a segundo plano pelos órgãos de pesquisa agrícola oficiais, ganha, com esta publicaçao, uma alternativa de cultivo com tecnologia e conhecimentos sólidos.
A existência de grandes áreas pouco agricultáveis no país, com topografia acidentada, solos de fertilidade natural baixa e erodidos, principalmente na costa leste brasileira, onde esta espécie é nativa e onde encontra as melhores condições de cultivo, abre um horizonte promissor para os pequenos agricultores que dispõem de mão-de-obra familiar para suas lidas no campo e já com alguma experiência no extrativismo desta fibra. A larga experiência prática de cultivo desta espécie pelos seus autores na Região Sul da Bahia, cujos conhecimentos e tecnologias agora são passados para este livro, é uma garantida de sucesso para qualquer agricultor ou empresário agrícola interessado no seu cultivo e exploração.
O livro contempla, ainda, aspectos botânicos, históricos e econômicos da exploração de fibras de piaçava no Brasil, com destaque para a piaçava baiana de maior expressão neste contexto.
O técnico em agricultura e extensão rural ganha, com o livro, uma base ampla e sólida de conhecimentos não somente sobre a piaçava (Attalea funifera) mas, também, sobre outras espécies de palmeiras do mesmo e de outros gêneros com potencial produtivo de fibras e agroenergia (óleos e carvão) para o país, graças ao espírito experimentador do Carlos, que há anos tem trazido para cultivo experimental em sua fazenda dezenas de espécies de palmeiras com potencial para produção destes dois itens.

Deixe uma resposta