Figura central do Iluminismo europeu – e também um dos seus maiores críticos -, Rousseau (1712 – 1778) exerceu enorme influência sobre os líderes da Revolução Francesa e tornou-se um dos mais profundos pensadores da história moderna.
Nesta obra, Robert Wokler mostra como sua filosofia da história, suas teorias sobre música e política, sua ficção, seus escritos sobre religião, educação e botânica foram todos inspirados por ideais revolucionários, sob uma premissa de irrestrita liberdade pessoal.
Rousseau acreditou durante toda a vida que a natureza humana, em sua essência, ainda era de bom coração.
Com alguns de seus contemporâneos, como Montesquieu, Hume, Smith e Kant, Rousseau exerceu profunda influência sobre a história intelectual da Europa moderna, mas talvez tenha ultrapassado todos os outros de sua época.
Nenhum pensador setecentista escreveu um número maior de textos importantes sobre um leque tão amplo de assuntos sob as mais variadas formas, nem se expressou com maior eloquência e constante passionalidade. Ninguém conseguiu estimular ou incomodar tanto a imaginação pública com a própria vida e obra.
Quase sozinho entre as figuras fundamentais do Iluminismo, ele submeteu as correntes dominantes do mundo onde vivia à mais inspirada crítica, ao mesmo tempo em que lhes imprimia um novo rumo; mais tarde, quando os líderes da Revolução Francesa aproveitaram a oportunidade para reavivar uma unidade entre teoria e prática política, vieram a abraçar sobretudo as doutrinas de Rousseau.
Como a maioria dos homens mais insignes na república das letras de seu mundo, Rousseau, evidentemente, tinha muitos outros interesses além da política. Era um compositor muito admirado e autor de um extenso dicionário musical de grande erudição, e a música talvez tenha sido o assunto que mais lhe ocupou a atenção ao longo da vida.
Vários de seus primeiros textos mais importantes tratavam da filosofia da história, de ciências e artes, enquanto nos anos finais ele se entregou com grande entusiasmo à botânica, dedicando-lhe um conjunto de cartas que, depois de traduzido, veio a ser um manual muito utilizado na Inglaterra.

Deixe uma resposta