O livro 50 anos do golpe: debates discentes, organizado pelas pesquisadoras Lúcia Grinberg, Maria Paula Nascimento e Samantha Quadrat,  reúne 17 artigos distribuídos por seis grupos temáticos: “Artes: literatura, cinema e música”, “Direitas”, “Estado, Militares e Judiciário”, “Intelectuais e Imprensa”, “Ditadura e cultura” e “Memórias das oposições”.

Em 2014, universidades em todo o país organizaram seminários e publicações por ocasião do cinquentenário do golpe civil-militar. Neste volume apresentamos resultados dos “Debates Discentes” promovidos no âmbito do Seminário Internacional 50 anos do golpe, realizado de 1 a 4 de abril no Rio de Janeiro. Nos programas de pós-graduação em história temos recebido um número significativo de interessados em temas relacionados à ditadura, no cotidiano de aulas, debates, seminários, sessões de orientações, exames de qualificação e defesas tecemos um diálogo permanente entre jovens pesquisadores e professores. As reuniões institucionais previstas e os encontros informais na rotina de pesquisa em arquivos e viagens para congressos proporcionam um ambiente de troca indispensável para o desenvolvimento dos trabalhos.
Nesse sentido, além de mesas-redondas e conferências proferidas por especialistas brasileiros e latino-americanos, projeção de filmes documentários e debates sobre memórias e ficções dedicadas à ditadura, nos empenhamos em organizar sessões de comunicações de pesquisas elaboradas por estudantes de mestrado e de doutorado no âmbito de programas de pós-graduação, muitos deles atualmente mestres e doutores. As comunicações foram reunidas nas seguintes sessões temáticas: Artes: literatura, cinema e música; Direitas; Estado: militares e judiciário; Intelectuais e imprensa; Ditadura e cultura; Memórias das oposições. Cada sessão temática contou com um professor debatedor, Ana Maria Mauad e Janaína Cordeiro na UFF, Alessandra Carvalho e Ricardo Figueiredo de Castro na UFRJ, Icléia Thiesen e Daniel Ferreira na UNIRIO. Os artigos publicados são resultado de pesquisas de alunos do PPGH/UFF, PPGHIS/UFRJ, PPGH/UNIRIO, PPGH/Universo e PPGH/USP.
O Seminário Internacional 50 anos do golpe foi promovido em conjunto por várias instituições do estado: CPDOC/Fundação Getúlio Vargas (FGV), Pontifícia Universidade Católica (PUC-RJ), Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), Universidade Federal Fluminense (UFF), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ). É importante destacar que muitos de nós, professores e alunos, só pudemos desenvolver nossas pesquisas e organizar um evento dessa dimensão devido ao financiamento de agências públicas de fomento à pesquisa, especialmente à CAPES, CNPq e FAPERJ.

Deixe uma resposta