A psicologia tem seus defensores e seus críticos. Alguns a consideram a “rainha das ciências sociais”, cujos avanços, insights e aplicações nos possibilitam conquistar a saúde, a felicidade e o progresso. Os críticos, por sua vez, alegam que os psicólogos não passam de pessoas iludidas e até perigosas, cometendo crimes contra o bom senso ao disseminar ideias e práticas equivocadas.
A psicologia nasceu oficialmente na década de 1870. Na época, os psicólogos eram extremamente respeitados e influentes no mundo todo. Seria até possível argumentar que, ao lado de Darwin e Marx, Freud foi o pensador mais influente do século XIX. Watson, Skinner, Milgram e outros tiveram um enorme impacto sobre o modo como as pessoas fazem de tudo, desde criar e educar os filhos até selecionar e gerenciar as pessoas no trabalho. E, no século XXI, um psicólogo, pela segunda vez, ganhou o Prêmio Nobel de Economia.
A psicologia está por toda parte na sociedade de hoje. Nenhum romance policial, documentário, talk show ou consulta médica estaria completo sem incluir um ângulo psicológico. O design do nosso carro, a nossa casa, as nossas preferências por roupas, bens de consumo e parceiros, o modo como educamos os nossos filhos… tudo isso já foi objeto de pesquisas psicológicas e foi influenciado por elas. A psicologia também tem um lugar garantido na administração de empresas, nos esportes e no marketing de consumo.
A psicologia é uma ciência ao mesmo tempo pura e aplicada. Seu objetivo é desvendar o comportamento e os processos e mecanismos básicos que afetam as ideias, os sentimentos e os pensamentos. A psicologia também tenta resolver os problemas dos seres humanos. É um campo multidisciplinar e mantém vínculos estreitos com muitas outras áreas, inclusive anatomia, medicina, psiquiatria e sociologia, bem como economia, matemática e zoologia.
Os recém-chegados à psicologia costumam se surpreender com a variedade dos objetos de estudo dos psicólogos, incluindo tópicos tão variados quanto sonhos e delírios de grandeza; fobia de computadores e as causas do câncer; memória e mobilidade social; formação de atitudes e alcoolismo. Outro aspecto importante e valioso da psicologia é a elaboração de um rico vocabulário para descrever e explicar o comportamento. Em outras palavras, a psicologia ensina aos estudantes uma linguagem voltada à descrição e explicação comportamental.
Algumas teorias psicológicas podem até soar como contrassensos, enquanto outras parecem pautadas pelo bom senso. Espero, neste livro, explicar as primeiras e esclarecer as últimas.

Deixe uma resposta