A Produção Capitalista Do Espaço agrupa sete textos, escritos entre 1975 e 2001, de índole essencialmente metodológica, que buscam explicar os fundamentos teóricos e conceituais com que opera David Harvey em sua singular “geografia”. As concepções marxistas do Estado, das classes sociais, da acumulação, da urbanização e da renda, entre outras, são discutidas neste volume.
A constante preocupação em aprofundar a análise das características e das contradições do modo capitalista de produção e suas implicações nas relações de classe, em detrimento de um outro caminho – o socialismo – , fez com que Harvey se debruçasse sobre os textos marxistas clássicos, o que lhe possibilitaria novos insights.
De certa forma, as mudanças na base tecnológica de produção a partir de meados do século passado e as transformações no plano político-social nas duas últimas décadas, sob interferência direta do capitalismo, influenciaram a produção acadêmica de contingente considerável de intelectuais, inclusive geógrafos como David Harvey, interessados nos debates contemporâneos. Para tanto, travar diálogos sobre essas questões foi imprescindível para explicitar a nova ordem mundial, suas conseqüências locais e globais, seus reflexos no cotidiano da vida urbana, o boom do capital financeiro, as mudanças paradigmáticas com a incorporação da acumulação de valor na economia globalizada – enfim, temas da dita ‘pós-modernidade’. Na atualidade, é a partir dessa temática que se assentam as reflexões e os escritos de David Harvey. Fundamentalmente, com a preocupação de formular pressupostos metodológicos que relacionem concepções marxistas do Estado, das classes sociais, entre outras.
Neste livro, A Produção Capitalista Do Espaço, essa contribuição se consolida atendendo a certa cronologia histórica do pensamento da geografia ao longo das três últimas décadas do século XX. A obra, composta por oito capítulos – sete deles apresentando uma coletânea de textos publicados desde 1975 até 2001 em conceituadas revistas internacionais – , inicia-se com uma entrevista e conta também com prefácio e apresentação que pormenorizam desde a trajetória acadêmica do autor, sua produção intelectual, até suas principais formulações e propostas teórico-metodológicas.

Deixe uma resposta