Todos os setores de uma organização moderna exigem um administrador capaz de estabelecer prioridades da empresa, do ambiente, do cliente e do cidadão, viabilizando expectativas positivas em relação à qualidade e à pertinência dos serviços prestados.
Conhecer o próprio negócio e as inter-relações internas e externas é o grande desafio e atribuição do administrador de logística. A especialização das atividades, visão de conjunto, prática da negociação, desenvolvimento de parceria, desempenho do suprimento logístico expressam as mudanças na área e a amplitude de visão.
O texto pretende condensar ideias sobre aspectos vinculados ao tema. Os tópicos têm o objetivo de desencadear uma reflexão envolvendo situações específicas da logística. Cada tema proposto possibilita avaliar a viabilidade bem como identificar limitações.
A abordagem cumpre a função introdutória. Serve para aprofundar o que for mais significativo e relevante em relação a compras, controles, armazenamento de materiais, movimentação, cadeia de suprimento, fluxos no transporte de produtos, mercadorias ou bens na dimensão de uma logística otimizada.
A prática empresarial fez da logística uma oportunidade para manter processos em discussão e aprimoramento constante permitindo realizar atividades simples e econômicas, contrapondo com a complexidade das atividades, das relações comerciais quer sejam locais ou globalizadas.
A logística inclui, entre os balizadores operacionais a agilidade e a redução do tempo de realização das atividades. Faz da rapidez, da precisão no atendimento e da viabilização dos fluxos um diferencial no desempenho dos profissionais nas organizações. A logística busca eliminar o tempo de espera, diminuir faltas, reduzir o tempo de recebimento dos pedidos, possibilita diminuir o número de produtos ou artigos por pedidos, proporciona maior freqüência das entregas e as respectivas reduções nos custos de carga, descarga, transporte, entrega, armazenagem, gestão de estoques enfim custos gerais de gestão.
Há uma expectativa de aprimorar e flexibilizar o sistema logístico, mediante uma revisão nas condições e práticas de transações comerciais ou não, acelerando a padronização e automação das operações. Essas ações podem oportunizar entregas conjuntas e integradas com outras empresas viabilizando melhorar as relações entre organizações.

Deixe uma resposta