Pobreza, Exclusão Social E Modernidade pretende ser uma introdução aos grandes temas da modernidade pelo ângulo da questão social. Trata do contraste entre modernização e crescimento econômico, por um lado, e pobreza e exclusão social, por outro. Trata também do debate entre modernidade e tradição, na esfera cultural, da questão dos direitos humanos, de políticas públicas menos ou mais efetivas no combate à pobreza e, como coroamento de toda essa discussão, do pós-modernismo e do alegado “fim da história”.
A primeira versão foi escrita para um curso que dei na Universidade de Harvard, no primeiro semestre de 2004. Quero crer que o curso tenha sido bem recebido pelos alunos, e atribuo isso ao fato de ser bem diferente de outros a que estavam acostumados. Nas universidades norte-americanas, as questões tratadas neste livro são às vezes abordadas de maneira particularizada, sem um marco de referência mais amplo que lhes confira sentido e transcenda fronteiras disciplinares. No Brasil, ocorre o oposto. Na maioria dos cursos de ciências sociais, os temas são frequentemente tratados em nível genérico, tangenciando a filosofia ou as ideologias, em vez de incorporar o riquíssimo acervo de pesquisas hoje existente, e que a cada dia se renova. Pobreza, Exclusão Social E Modernidade contém um pouco de cada um dos lados – discussões mais amplas, de cunho histórico e filosófico, como nas partes sobre pobreza e modernidade; e materiais mais novos e de base empírica, como ao abordar cultura, desigualdade e implementação de políticas públicas.
Sempre acreditei que é importante pensar a partir do contexto em que vivemos, e esse contexto, hoje, não é somente nosso bairro ou nosso país, mas o mundo globalizado. Os temas que abordo em Pobreza, Exclusão Social E Modernidade fazem parte de uma grande conversa, uma grande reflexão, que vem de longe, sobre o nascimento do mundo moderno e, cada vez mais, sobre seu futuro e suas possibilidades. Também aqui, não me parece existir outro caminho senão combinar o que herdamos dos grandes clássicos das ciências sociais e da filosofia com o que vai sendo pesquisado, testado e descoberto pela ciência social contemporânea.

Deixe uma resposta