A problemática das relações entre comunicação e política
é de grande pertinência: cruza-se com o cerne da modernidade, a propósito de questões tão diversas como sejam a legitimidade do poder, as relações entre público e privado, o segredo de Estado e o consentimento dos governados. Por outro lado, surge envolta na necessidade de uma reflexão urgente: as democracias liberais convivem diariamente com uma indefinição quase estrutural dos limites atribuídos aos papéis a desempenhar seja pelos políticos seja pelos media.
Essa indefinição gera momentos de perplexidade e zonas de sombra que reclamam por estudo e aprofundamento de conceitos.
Em Portugal, verifica-se a ausência de uma área de investigação que especificamente assuma a problemática da Comunicação e Política nos fóruns que geralmente se dedicam aos estudos comunicacionais. Apesar de tudo, o tema dissemina-se por vários projectos, linhas de investigação e grupos de trabalho. Pretende-se, assim, lançar os primeiros passos no cruzamento destas áreas de investigação e aprofundar ou, nalguns casos, gerar quer o intercâmbio entre investigadores portugueses quer com comunidades científicas congéneres de outros países.
Comunicação e Política analisa diversas perspectivas sobre as relações entre o sistema político e o sistema mediático por impacto dos media quer nos processos eleitorais quer nos processos de decisão política quer, ainda, nos processos de formação da opinião pública. Nestas áreas de reflexão se inserem os textos de Albino Canelas Rubim (Universidade Federal da Bahía), sobre “ Media, cultura e eleições presidenciais no Brasil Pós-Ditadura ”, Paulo Serra (Universidade da Beira Interior) sobre “Cataclismos e catástrofes: reflexões acerca da relação entre sistema político e sistema mediático”, e João Carlos Correia (também da Universidade da Beira Interior) sobre “Os media e o sistema político: audiências e manipulação”.
A obra Comunicação e Política debruça-se sobre a nova realidade da blogosfera, através do texto de João Canavilhas (Universidade da Beira Interior) sobre “Blogues Políticos em Portugal”. Escrutina a problemática das identidades através do texto de Enric Saperas (Universidad Rei Dom Juan Carlos) intitulado “ El formato del Noticiário Televisivo como discurso de representación de de las identidades” e do texto de Maria João Silveirinha (Universidade de Coimbra) sobre “Democracia Deliberativa e Reconhecimento: Repensar o Espaço Público”.

Deixe uma resposta