Lucas Tadeu Fuess & Marcelo Loureiro Garcia – Qual O Valor Da Vinhaça?

Posted on Posted in Biologia, Ecologia, Engenharia, Química

As dificuldades associadas à comercialização e à utilização de combustíveis fósseis, em especial o petróleo, verificadas nas últimas décadas resultaram no desenvolvimento de fontes energéticas alternativas, tendo em vista uma demanda cada vez maior por energia, com destaque para o setor automotivo. Em relação à comercialização, os maiores produtores de petróleo, no geral, são países marcados por inúmeros conflitos políticos e sociais, os quais refletem diretamente no preço e na disponibilidade do petróleo no mercado mundial. Quanto à utilização, apesar do cenário conflituoso, os combustíveis fósseis ainda representam a principal fonte de energia consumida em escala global, de modo a contribuir sobremaneira para o agravamento do aquecimento global, uma vez que sua queima ocasiona a emissão de elevadas quantidades de gases de efeito estufa (GEEs).
Os biocombustíveis se caracterizam como as principais fontes energéticas alternativas desenvolvidas na busca pela redução da dependência dos combustíveis fósseis, propiciando uma série de vantagens do ponto de vista ambiental.
Dentre elas, destaca-se o caráter renovável e o potencial de redução das emissões de GEEs inerentes ao seu uso, considerando um eficiente consumo de gás carbônico na fase de cultivo das matérias-primas e uma combustão mais limpa, decorrente da maior porcentagem de oxigênio presente em sua composição. É importante mencionar, entretanto, que para se caracterizar um biocombustível em termos de viabilidade, apenas benefícios ambientais não são suficientes – a produção de um biocombustível também deve [I] fornecer um ganho líquido de energia (isto é, um balanço positivo entre a energia consumida no processo produtivo e a gerada), [II] permitir competitividade econômica e [III] possibilitar a obtenção de grandes quantidades sem afetar a produção de alimentos.
O etanol, ou álcool etílico, pode ser considerado o principal biocombustível automotivo usado em escala global, sendo as tecnologias empregadas em sua produção amplamente difundidas e bem adequadas a cada tipo de matéria-prima passível de conversão.

Deixe uma resposta