A presente obra investiga as implicações do PIBID/Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência na concepção de formação docente nos professores formadores no IF SERTÃO-PE/Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano.
Com o objetivo de compreender as influencias do PIBID na formação de professores na referida instituição, descreve e interpreta a trajetória do PIBID no IF SERTÃO-PE e as concepções de docência dos professores formadores participantes do programa.
Fundamentou-se nos documentos oficiais e relatórios do PIBID/CAPES, e também na revisão da literatura sobre Profissão e Profissionalização docente, Saberes docentes e Construção identitária docente.
A condução epistemológica da pesquisa inspirou-se na fenomenologia na perspectiva etnometodológica, por partir do estudo das atividades cotidianas docentes e seus significados, por meio da abordagem qualitativa de natureza descritiva.
A pesquisa concentrou-se na análise do edital 2009, que funcionou na instituição de 2010 a 2013. Os instrumentos utilizados nos procedimentos metodológicos baseou-se na análise documental dos relatórios institucionais do PIBID, relatórios de alunos e supervisores, bem como avaliações e relato das memórias de reuniões do programa e entrevista semiestruturada com nove professores que fazem parte da equipe nos subprojetos de Química e Física.
A interpretação e compreensão dos dados foi fundamentada na análise documental, observações e entrevistas, no contexto das licenciaturas no IF SERTÃO-PE e no aporte teórico referência.
Evidenciou-se como resultados do estudo o PIBID como uma política pública que promove a valorização do magistério por meio de uma nova dinâmica nas licenciaturas, a qual permite uma formação inicial comprometida com a educação básica, mas ainda convivendo com problemas nas condições de trabalho docente.
Também, o PIBID promovendo inovações nas práticas pedagógicas dos professores formadores e licenciandos por meio das vivências e experiências nas escolas de Educação Básica. E, ainda, promovendo ressignificações na concepção de docência dos professores formadores.
Conclui-se com o estudo que o PIBID mobiliza as licenciaturas para uma conexão com o lócus do trabalho docente o qual articula a relação teoria/prática por meio de vivências que se transformam em experiências e reflete sobre o processo de profissionalização na construção da identidade profissional do professor.

Deixe uma resposta