Nesta coletânea de textos, Maria do Rosário Longo Mortatti reúne um conjunto heteróclito de intervenções no mundo social que faz como intelectual atenta ao circundante, exercendo o papel da reflexão necessária mesmo quando a poeira dos acontecimentos não baixou e, por isso mesmo, as próprias intervenções são parte da articulação entre práticas e pensamento crítico.
Como intervenções em espaços distintos, desde uma sessão de debates em cinema até defesa pontual de perspectivas nos processos internos à universidade, passando pela imprensa (sem ignorar e deixar de participar na formação de novos jornalistas com os quais não se recusa a conversar e conceder seu tempo), pelo diálogo com seus leitores que lhe pedem não só explicitações sobre seus livros e escritos, mas até mesmo sobre a história que a fez chegar a ser o que é: uma pesquisadora que não deixa de ser professora; uma professora que não deixa de ser cidadã; uma cidadã que não deixa de ser uma intelectual interferente.
No mundo acadêmico, no interior da universidade, pelos critérios de avaliação que são utilizados tanto por agências de fomento quanto por pares nos departamentos, tudo aponta para um modelo de pesquisador universitário: aquele fechado em seu laboratório, que dele se afasta para se encontrar com seus pares em eventos científicos – pares paribus irresolubili nexu iunguntur ou cada qual com seu igual – retornando cioso e ciumento para o espaço em que se sente à vontade, mas realimentado por suas próprias palavras ditas sem escuta. E a pesquisa continua, artigos são publicados e ponto final. Uma carreira sem mistérios.
Mas há muitos acadêmicos que recusam o modelo que lhes querem impingir na contemporaneidade da produção em série. Estes que não sofrem de autismo inventam liames entre o rigor de suas pesquisas e o diálogo com aqueles que a beneficiam e que, em última instância, dela se beneficiam porque o acúmulo de conhecimentos constitui uma herança cultural que é da humanidade e não de uma “abstrata ciência” sem vida e sem história.

Deixe uma resposta