Adailton Santos – A Etnocenologia E Seu Método

Posted on Posted in Dança, Teatro, Teses E Dissertações

A etnocenologia surgiu como uma nova disciplina dos estudos dos fenômenos espetaculares, em 1995, na França. Ela se propôs a lançar um olhar diferenciado às práticas e comportamentos espetaculares humanamente organizados, procurando evitar os preconceitos e hábitos de pesquisa nocivos aos objetos estudados nesta área.
Esta tese consiste de uma análise reflexiva acerca do discurso da etnocenologia, especificamente dos marcos de orientação de sua metodologia, entre os anos de 1995 e 2005, desde o ponto de vista estrito da constituição e desenvolvimento de seu discurso científico.
Procurou-se fazer isso a partir da compreensão dos seus marcos históricos, do exame de suas principais afirmações, do esclarecimento das ligações de suas afirmações com importantes teses, de base epistemológica, contemporâneas e, também, pela aproximação genérica do universo da pesquisa em artes cênicas com o universo das ciências, hodiernamente.
Os resultados atingidos dão conta da falta de elementos epistêmicos fundamentais para a constituição de uma disciplina científica, mesmo dentro do amplo espectro considerado como abrangência da categoria do científico atualmente.
A conclusão mais relevante é que, em seus dez primeiros anos de existência, a etnocenologia, desde o ponto de vista intracientífico, ainda não formou elementos epistêmicos suficientemente só lidos capazes de sustentar sua cientificidade como disciplina autônoma.
Para este trabalho os estudos mais importantes são os que estão diretamente ligados aos textos e posicionamentos da s orientações teóricas que se relacionam com a chamada etnocenologia baiana, com o professor Armindo Bião, e a etnocenologia acadêmica francesa, a partir das idéias do professor Jean-Marie Pradier. Pois são estes dois pesquisadores os maiores mantenedores do discurso da etnocenologia, em todos os sentidos.
Nos seus dez primeiros anos de existência, a etnocenologia cresceu continuamente, ampliando o seu raio de ação e ganhou prestígio em alguns centros acadêmicos, principalmente no Brasil e na França. Em Salvador, na Universidade Federal da Bahia, e, em Paris, na Universidade de Paris 8, e na Maison des Sciences de l’Homme, Paris Nord, um grande volume de textos foi produzido e publicado periodicamente em Cadernos, Revistas e Anais, além das teses e dissertações defendidas pelos programas de pós-graduação em artes do espetáculo mantidos por essas instituições.

Deixe uma resposta