Olavo Bilac & Manoel Bonfim – Através Do Brasil

Posted on Posted in Educação, Geografia, História, Literatura Infantojuvenil

Quando foi publicado, em 1910, Através do Brasil apresentava uma proposta clara e precisa: produzir um texto leve e atraente com o objetivo de motivar o interesse dos estudantes e dos jovens leitores para um melhor conhecimento do nosso país.
O método utilizado para motivar o redescobrimento do Brasil profundo, da geografia e da vida interiorana brasileira foi o da narração de uma aventurosa viagem de duas crianças, os irmãos Carlos e Alfredo, que partem do Recife e chegam até Pelotas, no Rio Grande do Sul.
Através do Brasil, agora reeditado, já alcançara mais de 50 edições no passado, tendo sido escrito em parceria por dois respeitáveis e reconhecidos intelectuais: o poeta parnasiano Olavo Bilac, aclamado Príncipe dos Poetas Brasileiros, e Manoel Bomfim, escritor, professor e pedagogo, Diretor de Instrução Pública, autor de inúmeros livros didáticos e de importantes trabalhos de História e de Sociologia, como: A América Latina: males de origem e O Brasil nação.
Olavo Bilac, autor de admirável produção poética e de um grande número de crônicas jornalísticas, interessou-se, também, pelos temas educacionais e cívicos, tendo publicado A defesa nacional, Poesias infantis, Teatro infantil, A pátria brasileira e, em colaboração com Manoel Bomfim o Livro de composição e o Livro de leitura para o curso complementar das escolas primárias. São, portanto, dois autores de renome nos meios culturais e da educação que se uniram no idêntico ideal de levar aos jovens o gosto pela leitura e o conhecimento de alguns aspectos relevantes do Brasil.
Através do Brasil deve ser considerado um livro paradidático, pois o seu objetivo é mostrar pelos caminhos, “estrada afora” (título de um dos capítulos), as múltiplas faces do nosso povo, tradições, geografia e história. Há que ressaltar, como uma das muitas qualidades de Através do Brasil, a rara preocupação estética no tratamento da linguagem, que, de forma elegante, sóbria e mesmo poética, apresenta o eletrizante desenrolar das ações e emoções vividas pelos dois meninos.
Quem melhor definiu as intenções e o objetivo pedagógico de Através do Brasil foi Laura Sandroni em seu excelente estudo sobre a literatura infantil intitulado De Lobato a Bojunga: as reinações renovadas, quando lembra que “Bilac decide escrever para as crianças livros que visavam em primeiro lugar a informar, transmitir conhecimentos e comportamentos exemplares segundo os valores da ideologia dominante”.

Deixe uma resposta