A proposta de processo de educação permanente na Atenção Domiciliar consiste em uma ação voluntária, sem necessidade de adesão. Assim, poderá ser experimentada pelos SADs, com o objetivo de refletir sobre o processo de trabalho, integrando as várias estratégias e instrumentos que vêm sendo discutidos no Programa Melhor em Casa.
São objetivos desta proposta:
• delimitar dimensões e padrões de qualidade coletivamente reconhecidos;
• incentivar a cultura da autoavaliação nas equipes; e
• incentivar processos de monitoramento de indicadores (tomada de decisão e qualificação de processos, modelos e fluxos).
O Ministério da Saúde (MS), por meio da Coordenação-Geral de Atenção Domiciliar (CGAD) do Departamento de Atenção Básica (DAB) da Secretaria de Atenção à Saúde (SAS), disponibilizará uma proposta de Instrumento de Autoavaliação para a Melhoria do Acesso e da Qualidade na Atenção Domiciliar (AMAQ/AD) no portal do DAB para uso dos coordenadores e equipes de SAD.
Este instrumento ajuda a promover uma discussão com base em padrões de qualidade, facilitando o reconhecimento coletivo sobre as principais dificuldades do processo de trabalho. Amplia-se, assim, a capacidade de cada ator (trabalhadores das equipes, coordenador do SAD, diretor de Atenção à Saúde do município/estado, secretário etc.) na elaboração de estratégias inovadoras, bem como na proposição de soluções em face do cotidiano do território.
Nesse processo, as discussões poderão utilizar o Caderno de Atenção Domiciliar (CAD) e os módulos do Programa Multicêntrico de Qualificação Profissional em Atenção Domiciliar a Distância como instrumentos de apoio para a reflexão e o apontamento de formas de fazer.
Equipes e coordenadores poderão também fazer uso da Comunidade de Práticas para discutir com pares de outros serviços sobre os problemas, os desafios, as saídas e as inovações que vêm produzindo antes e depois dessa mobilização.
Ao mesmo tempo, o MS apoiará os SADs na implantação do e-SUS AD, que permitirá o registro facilitado de informações, bem como a produção de indicadores e análises que ajudam no processo de reflexão para a melhoria de qualidade. Nesse sentido, apresenta-se a seguir um rol de indicadores que serão acompanhados no âmbito da AD.
Para apoiar esse movimento, o DAB disponibilizará o Portal de Gestão do Conhecimento, que consiste em um ambiente de acesso rápido a documentos e informações sobre a AD, inclusive a experiências desenvolvidas em vários serviços do país.

Deixe uma resposta