Neste livro, Adição e subtração: o suporte didático influência a aprendizagem do estudante?, a Profa. Dra. Eurivalda Santana traz para a sociedade, por um meio de divulgação de maior alcance, os resultados de sua tese de doutoramento, orientado pela Profa. Dra. Sandra Magina.
A pesquisa de tese que deu origem a este livro é minha velha e íntima conhecida por dois motivos: primeiro, por ela ter nascido de leituras e reflexões que Eurivalda fez do nosso livro – Repensando adição e subtração – inspirado na Teoria dos Campos Conceituais de Gérard Vergnaud; segundo, por ter acompanhado a sua pesquisa, por meio de minha participação nas bancas examinadoras da referida tese, tanto de qualificação, quanto de defesa. É nesse sentido que o convite para escrever o prefácio de sua obra foi aceito por mim com grande satisfação.
O trabalho de Eurivalda faz um refinamento do instrumento diagnóstico elaborado por nós, em nosso livro, e investe esforços no sentido de elaborar, testar e comparar intervenções de ensino com base nas ideias defendidas por Vergnaud para o 4º ano do Ensino Fundamental.
Nesse sentido, a leitura da obra permitirá algumas reflexões sobre usos das ideias da Teoria dos Campos Conceituais em sala de aula.
Este livro permite uma agradável e profunda viagem pelas premissas e paradigmas da Teoria dos Campos Conceituais e das Estruturas Aditivas como construídas por Vergnaud e adaptadas em nosso livro, com desfecho numa investigação em sala de aula da 3ª série (atual 4º ano) do Ensino Fundamental. Ele faz uma comparação do uso e efeito de dois suportes didáticos – materiais manipulativos e os diagramas propostos por Vergnaud – na
apropriação e ampliação, pelos alunos, do campo conceitual aditivo. Ele faz ainda, por meio de um texto instigante, uma agradável confluência entre a teoria e a prática, oferecendo ao professor um subsídio teórico para a sua prática em sala de aula.
A leitura deste livro é de grande valia para todos os educadores e pesquisadores que atuam no Ensino Fundamental, incluindo aqui os de formação matemática, pedagógica e psicológica. Isto porque ela poderá ampliar os horizontes daqueles que buscam refletir sobre o processo de aprendizagem das crianças dos anos iniciais do Ensino Fundamental na área da Educação Matemática.
Sua leitura permite, também, aos mestrandos e doutorandos, apreciar uma pesquisa com argumentos sólidos, fundamentação apropriada, metodologia cuidadosamente elaborada e uma análise detalhada dos resultados. Por isso, recomendo esta obra para todos aqueles que desejam compreender o multifacetado raciocínio matemático já no início da escolarização, assim como para pesquisadores e alunos de mestrado e doutorado que estão se iniciando na pesquisa.

Deixe uma resposta