Deirdre Hogan – Feminismo, Classe E Anarquismo

Posted on Posted in Ciências Sociais

A sociedade capitalista depende da exploração de classe. Não depende, no entanto do sexismo e poderia em teoria acomodar-se em grande medida a um tratamento similar de mulheres e homens. Isto é obvio, se observarmos que a luta pela libertação feminina conseguiu em várias sociedades ao redor do mundo nos últimos, digamos, 100 anos; melhoras radicais para a situação das mulheres e as hipóteses que subjaziam sobre quais papéis são naturais e estão bem para a mulher. O capitalismo, com o tempo, se adaptou a mudança de papel e status da mulher na sociedade.
É muito comum hoje em dia escutar críticas ao feminismo “convencional” ou de “classe média” por parte do anarquismo ou outra esquerda revolucionária ou ainda não tão revolucionária. Em particular, as anarquistas são rápidas em criticar qualquer análise feminista que falte uma análise de classe. Este artigo argumenta que vale a pena lutar pelo feminismo em si mesmo e que terminar com o sexismo, em uma insistência em sempre enfatizar a classe, pode terminar meramente distraindo do propósito que como anarquistas necessitamos, não ser ambíguas quando se trata de apoiar o feminismo. Mais que distanciarmos de outras feministas ou buscar qualificar nosso apoio, nossa ênfase deveria mover-se a desenvolver e propagandizar nossa própria linha de anarcofeminismo.
A característica que define a sociedade capitalista é que está majoritariamente dividida em duas classes fundamentais: a classe capitalista (a burguesia), os donos de grandes negócios, e a classe trabalhadora (o proletariado), que consiste em mais ou menos todos os demais – a grande maioria da gente que trabalha por um salário. Há, claro, toda uma gama de coisas dentro desta definição de sociedade de classes, e a classe trabalhadora em si mesma não está composta por um grupo homogêneo de pessoas, mas inclui, por exemplo, trabalhadores sem especialização assim como a maioria do que comumente se denomina classe média, e pode haver, grandes diferenças em ingressos e oportunidades para diferentes setores da classe trabalhadora definida amplamente.

Deixe uma resposta