É inegável que a biodiversidade constitui um dos mais importantes recursos disponíveis no Brasil e na Amazônia, representando um patrimônio genético de alto valor estratégico, seja pela magnitude, seja pelo seu potencial como fonte inesgotável de recursos genéticos, seja como um imenso campo para introduzir sistemas ambientalmente responsáveis da sua utilização como fonte de riqueza.
Atualmente, é consenso que o desenvolvimento da Amazônia deve ser feito de forma sustentável, contemplando a preservação ambiental e a utilização racional dos seus recursos. Contudo, isso depende de informações detalhadas e corretas sobre os componentes da biodiversidade, que somente poderão ser considerados recursos em potencial quanto maior for o somatório de conhecimento disponível sobre eles.
Uma área significativa do estado Amapá está sob o regime especial de proteção exclusiva de unidades de conservação e de terras indígenas que representam a diversidade natural e cultural dessa parte da Amazônia, com amplas possibilidades de conservação da biodiversidade e uso sustentável de recursos perfazendo um total de dez milhões de hectares.
Este livro compreende dez capítulos que trazem informações sistematizadas e atualizadas sobre um estudo florístico de Orchidaceae na Área de Proteção Ambiental da Fazendinha; flora de uma área de savana; descrição florística e fitossociologia de um trecho de mata ciliar do rio Pirativa; sobre o uso e manejo de alguns grupos de plantas, como sobre a etnozoologia de anfíbios e répteis; estudo comportamental de três espécies de peixes de importância econômica; biologia de Macrobrachium amazonicum (Crustacea: Decapoda) e avaliação de indicadores de vulnerabilidade e risco como subsídios à prevenção de impactos à sociobiodiversidade na Bacia do Rio Jari.

Deixe uma resposta