Vitória Silva Paiva & Ana Graça Canan – Avaliação De Língua Inglesa Na Sala De Aula

Posted on Leave a commentPosted in Educação, Linguística

O ato de avaliar está em evidência em nosso país. Em busca da excelência dos resultados a serem apresentados nacional e internacionalmente, instituições escolares de todo o Brasil estão sendo submetidas à análise dos conhecimentos de seus educandos, mensurados por meio do instrumento avaliativo prova escrita, apresentado por nomes sugestivos, como, por exemplo: “Olimpíada”, “Viagem”, “Provinha”, entre outros (mais…)

Leon Rabinovitch & Edmar Justo De Oliveira – Coletânea De Procedimentos Técnicos E Metodologias Empregadas Para O Estudo De Bacillus E Gêneros Esporulados Aeróbios Correlatos

Posted on Leave a commentPosted in Biologia

Utilizando linguagem simples e, ao mesmo tempo precisa, a Coletânea de Procedimentos Técnicos e Metodologias Empregadas para o Estudo de Bacillus e Gêneros Esporulados Aeróbios Correlatos é um manual imprescindível em todos os Laboratórios envolvidos em experimentação e diagnóstico de bactérias (mais…)

Ana Fonseca & Eduardo Fagnani (Orgs.) – Políticas Sociais, Desenvolvimento E Cidadania Vol. I

Posted on Leave a commentPosted in Ciências Sociais, Economia

Nesta coletânea a questão social é tratada em dois livros complementares.
O primeiro aborda os temas da distribuição da renda, da necessária articulação entre as estratégias macroeconômica e social e os desafios do mercado de trabalho. Compreende nove artigos escritos por dezesseis especialistas. (mais…)

Maria Clara Alves Santarém & Maria Luiza Felipe-Bauer – Espécies De Maruins Do Brasil

Posted on Leave a commentPosted in Biologia, Medicina, Saúde, Zootecnia

Catálogos e listas de espécies são ferramentas importantes no estudo da biodiversidade de localidades, estados, países e regiões zoogeográficas. Ao longo dos anos, vários catálogos e listas de tribos e gêneros de Ceratopogonidae têm sido feitos a fim de atualizar as listas de espécies para facilitar o estudo da família. (mais…)

Otto Maria Carpeaux – História Da Literatura Ocidental (Volume Único)

Posted on Leave a commentPosted in História, Letras, Literatura

Esta obra monumental é uma das mais importantes obras publicadas no Brasil no século XX. É uma obra fundamental da bibliografia literária e da cultura brasileira.
Vários estudiosos a ela se acercaram não apenas para conhecer a fundo o percurso de homens, livros, movimentos literários, mas também para compreender a história das idéias no mundo ocidental.
É que a História da literatura ocidental é um dos livros para entender um dos teóricos da civilização brasileira que foi o austro-brasileiro Otto Maria Carpeaux.
No primeiro volume de sua História da Literatura Ocidental, Carpeaux parte da Antiguidade greco-latina, passa pelas expressões literárias da Idade Média e analisa o Renascimento e a Reforma.
No segundo volume, o autor desta obra, que Carlos Drummond chamou “livro-chave essencial: a cada página suscita um problema, desvenda um significado, abre um caminho”, faz a exegese do Barroco e do Classicismo no mundo ocidental. Aqui estão analisados a poesia, o teatro, a epopeia e o romance picaresco, entre outros temas e autores, como Cervantes, Góngora, Shakespeare e Molière.
Ainda no segundo volume, continua o estudo do neobarroco, o Classicismo racionalista, o pré-romantismo, os enciclopedistas e o que chama de O Último Classicismo (Classicismo Alemão, Alfieri, Chénier, Jane Austen).
O terceiro tomo refere-se à literatura do Romantismo até nossos dias. Um diversificado e denso estudo sobre as causas sociais e estéticas do Romantismo. Os grandes autores do período foram acuradamente estudados (um elenco incomparável e uma hermenêutica rigorosa).
Nele também está incluído o nosso Romantismo com substancial contribuição para entendimento de autores brasileiros como José de Alencar, Castro Alves, Álvares de Azevedo e até mesmo o Machado de Assis da sua primeira fase, cunhada de romântica.
Ainda neste terceiro volume, estão o Realismo e o Naturalismo e seu espírito de época. Balzac, Machado, Eça, Tolstói, Zola, Dostoiévski, Melville, Baudelaire, e mais Aluísio Azevedo, Augusto dos Anjos, Graça Aranha e Mário de Andrade, entre tantos autores, aqui são estudados para expressar um período de grande transformação social com o aparecimento do marxismo e das lutas sociais mais politizadas.
O último e quarto volume traz extensa análise sobre a atmosfera intelectual, social e literária do fin du siècle e o surgimento do Simbolismo e aquilo que o autor chama de “A época do equilíbrio europeu”.
E, por fim, envereda pelas vanguardas do século XX e faz esboço das tendências contemporâneas. Carpeaux encerra assim sua obra monumental, grandiosa não somente pela extensão e abrangência de autores e estilos de época, mas também pela verticalidade com que analisa e aprofunda cada época, autor e assunto.
“Uma obra monumental”, classificou o escritor Herberto Sales, seu primeiro editor. Elogiado por Antonio Candido, Carlos Drummond de Andrade, Álvaro Lins, Aurélio Buarque de Holanda e inúmeros outros intelectuais e escritores, a História da literatura ocidental, de Otto Maria Carpeaux, é obra definitiva, enciclopédica e multidisciplinar que deve fazer parte de toda biblioteca que leva este nome.

  

Roy Wagner – A Invenção Da Cultura

Posted on Leave a commentPosted in Ciências Sociais

Há ciências cujos “paradigmas”, blocos de preceitos e precedentes teóricos que definem a ortodoxia daquilo que Thomas Kuhn chama de “ciência normal” mantêm uma imobilidade congelada até que seus sustentáculos são derretidos pelo calor e pela pressão das evidências acumuladas, verificando-se então uma “revolução tectônica”. A antropologia não é uma delas. (mais…)

Eduardo Jesus & Outros (Orgs.) – Reinvenção Comunicacional Da Política: Modos De Habitar E Desabitar O Século XXI

Posted on Leave a commentPosted in Ciências Sociais, Comunicação

Cada vez torna-se mais difícil compreender a política. De um lado, as esgotadas formas tradicionais com seus verticais jogos de poder e, de outra, a complexidade da multidão típica dos movimentos atuais, muitas vezes com forte conotação identitária e subjetiva que agenciam linhas que fazem confluir mudanças (mais…)