Nelson Motta – Noites Tropicais

Posted on Posted in Música

Os bastidores da música brasileira e seu elenco de estrelas numa trama de sucessos e fracassos, de lágrimas e gargalhadas, entre sexo, drogas e MPB.
Gênios e pilantras. Roqueiros e sambistas. Pirados, freaks e doidões. Todos eles estão em Noites Tropicais e formam o elenco de estrelas dessa trama de sucessos e fracassos, de lágrimas e gargalhadas, entre sexos, drogas e MPB.
Um relato sem censura de nossa música – umas das maiores contribuições brasileiras à beleza e à alegria do mundo. Compositor, produtor e diretor artístico, crítico musical e revelador de talentos, Nelson Motta acompanhou e viveu intensamente cada momento da música brasileira de 1958 a 1992, a bossa nova, a jovem guarda, os festivais, o tropicalismo, a MPB, a discoteca e o rock.
Neste livro onde estão reunidas suas memórias musicais há tanto esperadas, ele conta essa história recheada de episódios apaixonantes. São 464 páginas onde Nelsinho – compositor, produtor e diretor artístico, crítico musical e revelador de novos talentos – faz do leitor um entusiasmado participante deste arrebatador enredo. Acostumados a observar estes acontecimentos da platéia, somos convidados em Noites Tropicais a conhecer o espetáculo pelo ângulo dos bastidores.

Outono carioca de 1960. Um show marcou para sempre a história da música brasileira. E a minha vida. Numa noite quente, no anfiteatro ao ar livre da Faculdade de Arquitetura, na Praia Vermelha, as luzes se apagaram e ouviu-se a gravação de Sylvinha Telles e grande orquestra de “Eu preciso de você” (Tom Jobim e Aloysio de Oliveira). Uma abertura festiva e empolgante, não em ritmo de bossa nova mas de overture da Broadway. Uma a uma se iluminaram as janelas do segundo andar atrás do palco e de cada uma delas foi desfraldada uma bandeira, com as palavras “a noite”, “do amor”, “do sorriso” e “da flor”. No meio do público que superlotava os dois mil lugares do anfiteatro, aplaudi delirantemente.

     

Deixe uma resposta