Alexey Dodsworth – Dezoito De Escorpião

Posted on Posted in Literatura Brasileira

A pergunta que perpassa a vida de todos os humanos — se estamos sós no Universo — delineia a narrativa do romance de estreia do pesquisador Alexey Dodsworth no campo da ficção científica. Dezoito de escorpião conta a história de uma descoberta astronômica sem precedentes. Em 1997, um astrônomo brasileiro identificou uma estrela gêmea absoluta do Sol, na longínqua Constelação de Escorpião. Algo muito raro, pois o Sol tem muitas irmãs gêmeas, mas nenhuma tão plena.
A estrela HR 6060, apelidada Dezoito de escorpião, tem a mesma cor, a mesma temperatura, a mesma idade que a Terra. “Se um deus trapaceiro a trocasse pelo nosso Sol, ninguém perceberia a diferença”, explica. É a partir desse dado científico, que Dodsworth descreve as fantasiosas possibilidades de vida em HR6060, fazendo uma intensa aposta no caráter imanente da vida no Universo, isto é, que ela é uma consequência necessária e indissociável de condições específicas. Em paralelo, o romance trata de uma comunidade alternativa, um experimento social que reúne jovens diagnosticados com esquizofrenia.
Oscilando no tempo, entre 1929 e 2070, o leitor é apresentado a fatos científicos, reconstruídos ficcionalmente. Trata-se de um livro que demanda muita atenção, pois o tempo não se segue de forma linear, e as referências a descobertas e conceitos da ciência são constantes, como é característico no gênero Hard Sci-Fi de literatura.

Deixe uma resposta