Textos Subterrâneos (Edit.) – Ai Ferri Corti: Confronto Mortal Com O Existente, Os Seus Defensores E Os Seus Falsos Críticos

Posted on Posted in Ciências Sociais

aiferricorti-post

Ai Ferri Corti é uma expressão idiomática italiana de impossível tradução para o português. Qualquer tentativa de o fazer faria perder a sua própria riqueza semântica. Ela está associada ao uso de ferros curtos, ou seja, de armas brancas, e remonta ao período dos antigos duelos de espada em que no limite do confronto eram utilizados punhais ou adagas para dar a estocada final ao inimigo. Nesse sentido, a expressão refere-se a esse momento crítico em que ou se mata ou se morre, em que se dá um ponto sem retorno, em que os participantes na contenda se lançam à busca de desferir o golpe fatal. E é esse o sentido dado à expressão no texto, o de um confronto mortal em que nos lançamos sem medo de que tudo acabe. Existe uma questão de extrema importância que cada um de nós deve colocar a si mesmo face ao existente: o que é a vida? É a partir da resolução desse problema que podemos avançar para nos questionarmos sobre o que queremos e não queremos e afrontar a vida tal como ela se apresenta. E se para uns a vida é procurar respostas para melhor nos inserirmos dentro da realidade que nos é oferecida, acomodando-nos ao melhor dos mundos possíveis, para outros, talvez uma minoria, a questão é, como romper com essa mesma realidade e confrontar a própria vida? Estar a ferros curtos com a vida, significa não lhe pedir esmola, esperando para ver o que ela tem para nos dar, mas olhá-la nos olhos, através de um exercício de reflexão, e exigir tudo aquilo que ela tem para nos oferecer. Para que isso aconteça, é necessário atacar as instituições de morte que foram erigidas em nome de uma qualquer forma de existência que não queremos para nós.

pdf

Deixe uma resposta