Fernando Danner & Leno Francisco Danner (Orgs.) – Ensino De Filosofia, Gênero E Diversidade: Pensando O Ensino De Filosofia Na Escola

Posted on Posted in Ciências Sociais, Educação, Filosofia

ens

Trata-se de pensar em abordagens teóricas e em estratégias didático-metodológicas para se trabalhar questões de gênero (incluindo, aqui, sexualidade) e de diversidade na escola, temas absolutamente fundamentais seja para a definição dos princípios teórico-normativos das ciências humanas e sociais, seja para o enfrentamento da vida cotidiana, em nossas democracias e mais além. Trata-se, por um lado, de um tema importantíssimo para a definição dos rumos teórico-normativos das ciências humanas e sociais, na medida em que a superação de discursos e de paradigmas que reforçam a exclusão da alteridade (logocentrismo, machismo, heterossexualismo, falocentrismo, racismo, etc.) podem ser moderados e mesmo desconstruídos por meio da assunção das diferenças de gênero, de sexualidade, de cultura, de religião, etc. Outros saberes e outras práticas, que não se enquadram nas tentativas epistemológicas uniformizadoras e totalizantes, podem provocar mudanças teórico-normativas essenciais para a crítica e a reformulação desses paradigmas colonizadores (ou para torná-los obsoletos). Por outro lado, questões de gênero e diversidade representam um problema básico para a sociabilidade cotidiana, ao nível de uma sociedade democrática e mais além, já que está em questão a proteção e a promoção de formas de vida, práticas e símbolos tradicionalmente jogados às margens da sociabilidade, seja por meio da afirmação do machismo, do heterossexualismo, do racismo, seja por meio da consolidação de um processo de modernização econômico-social de cunho euronorcêntrico e capitalista, que arrasa tudo o que não se enquadra em seu ideal epistêmico racionalista e em seu modelo de progresso e de civilização ditos ocidentais. Se esta é a época das diferenças, então que elas passem a ser o centro das ciências humanas e sociais.

pdf

Deixe uma resposta